domingo, 17 de setembro de 2017

Políticas públicas sobre drogas são tema de debate na UnB

Foto: Luís Gustavo Prado (Secom UnB)
As professoras Soraia Mendes, Olgamir Amancia (decana de Extensão) e Andrea Gallassi integraram a mesa do evento, ao lado do representante discente Matheus Barroso


O tráfico de drogas, o sistema carcerário brasileiro e o uso medicinal da maconha foram alguns dos temas debatidos durante o seminário Olhares sobre drogas: saúde e políticas públicas, organizado pelo Decanato de Extensão (DEX) da UnB em parceria com o DCE Honestino Guimarães. O evento aconteceu nesta quarta-feira (13), na Faculdade de Ciências da Saúde (FS).

Estudantes, professores e especialistas no assunto se reuniram para abordar o tema de maneira aprofundada. As palestrantes Andrea Donatti Gallassi – professora da UnB e coordenadora do Centro de Referência sobre Drogas e Vulnerabilidades Associadas da Faculdade de Ceilândia (CRR/FCE) – e Soraia da Rosa Mendes – doutora em Direito pela UnB – estiveram à frente das exposições.

Dados a respeito da complexidade dos problemas que envolvem as drogas foram citados, como o fato de 28% da população carcerária do Brasil estar presa por crimes relacionados ao tráfico de entorpecentes, segundo informações do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Durante a palestra, Soraia Mendes questionou a tendência da segurança pública em considerar o traficante como o grande inimigo a ser combatido. “As ações do Estado devem buscar o desencarceramento daqueles que, na verdade, são vítimas do sistema. Da forma como é organizado, o sistema carcerário atual é destrutivo”, afirmou.

Andrea Gallassi abordou aspectos relacionados à saúde e ao uso social das drogas, fatores considerados em várias regiões do mundo.

“O modelo de criminalização, base de grande parte das legislações, acaba encarcerando grupos marginalizados. Além disso, não há estudos científicos que sustentem a afirmativa de que a descriminalização do uso de drogas aumente o consumo”, expôs.

Para Andrea, é necessário desconstruir a ideia de que a repressão resolve a questão do uso problemático das drogas. “O indivíduo que consome drogas passa a cometer crimes para conseguir a droga, sendo este ato, sim, condenável”, sustentou. Houve espaço para participação do público.

De modo geral, o debate se propôs a entender o uso das drogas como uma realidade, sugerindo o tratamento dos problemas advindos do consumo. A UnB pretende dar continuidade ao desdobramento da temática durante as atividades da Semana Universitária 2017, que acontece entre os dias 22 e 27 de outubro.


Fonte: Site da Universidade de Brasília - UnB

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Facebook Favoritos

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes