domingo, 27 de agosto de 2017

Os 10 castigos mais cruéis do mundo para mulheres infiéis. Alguns continuam até hoje em dia


Traição por parte de seu namorado(a) ou esposo(a) gera uma dor imensa. O desejo de vingança em contra da pessoa que te traiu a confiança é algo inenarrável, mas nada, absolutamente nada justifica a violência e muito menos a morte de alguma pessoa e muito menos aquela que compartilhou algum momento feliz ao nosso lado.

No mundo existe uma grande quantidade de culturas e cada uma tem suas próprias leis e crenças, ainda que muitas delas nos pareçam barbáries e condenáveis, pouco se pode fazer quando determinadas práticas perduram por séculos.


Estes são alguns dos castigos mais terríveis e cruéis que sofriam as mulheres que cometiam adultério.

1. Turquia antiga


Na Turquia se considerava que tanto o marido quanto qualquer membro da família tinham a opção de apunhalar uma mulher adúltera. As constantes punhaladas só terminavam quando a mulher falecia.


2. Antigo Oriente Médio


As mulheres eram mutiladas nas partes mais sensíveis de seus corpos, como o peito, o abdômen e inclusive as partes íntimas. Sobre as feridas, o marido introduzia chumbo, material com o qual também enchia o útero da vítima.


3. Tribos antigas da Papua Nova Guiné


Nas tribos antigas permitiam aos homens que decapitassem o amante de sua mulher, mas não antes de obrigá-lo a cortar os dedos da mulher e comê-los.


4. Islã


Entre os múltiplos castigos que existem no Islã está o de submeter a mulher a 100 chicotadas.


5. África antiga


Nessa região costumava-se lançar tanto a mulher infiel quanto o amante desde uma montanha. A ideia era que seus corpos caíssem sobre as rochas e falecessem ao instante.


6. Coréia antiga


Na Coréia do passado costumavam encher o corpo da mulher infiel com vinagre. Uma vez que o corpo da adúltera se inchava, o homem a golpeava até a morte.


7. Mongólia antiga


Se o homem pudesse comprovar que sua mulher havia sido infiel, poderia parti-la em dois pedaços. Literalmente.


8. Tailândia antiga


Este método de castigo é um dos mais cruéis. De acordo com a Tuul.tv, a mulher era presa em uma jaula. A razão? Quando ela estava no interior da jaula, traziam um elefante macho que tentava procriar na jaula onde a mulher estava. Ela morria por abuso por parte do animal.


9. Islã – Rajm


Este castigo talvez seja o mais conhecido: a lapidação. Enterram a mulher até a altura de seus peitos. Logo o marido, junto aos familiares, lançam pedras até que ela morra.


10. Índia rural


Na Índia, as mulheres que cometiam infidelidade eram submetidas a um abuso coletivo por mais de 10 homens, sendo que todos deveriam ser habitantes de sua própria aldeia. Esta medida também era usada como castigo para mulheres casadas que haviam cometido adultério.


Fonte: Portal Mistérios do Mundo

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Facebook Favoritos

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes