domingo, 18 de junho de 2017

Harvard veta aprovação de alunos que fizeram postagens obscenas e racistas no Facebook


Uma das mais prestigiadas universidades do mundo, Harvard cancelou a aprovação de pelo menos 10 alunos após tomar conhecimento de postagens obscenas e racistas em um grupo interno de futuros estudantes de lá. O caso foi revelado pelo jornal The Harvard Crimson, especializado em assuntos da universidade localizada em Massachusetts, nos Estados Unidos.

De acordo com o jornal, os estudantes fariam parte de um grupo do Facebook com cerca de 100 membros criado depois que a universidade começou a comunicar os concorrentes sobre as aprovações. Esses alunos teriam se reunido a partir de um outro grupo do Facebook, oficial, administrado pela própria universidade, onde interagem os alunos da "classe 2021" – ou seja: os que entrarão em Harvard no próximo verão.

Nesse novo grupo, que em determinado momento teria sido intitulado "Memes de Harvard para adolescentes burgueses", eles trocavam mensagens de incentivo ao estupro e ironizavam minorias, como os latinos, os negros e os judeus. O The Harvard Crimson diz que teve acesso a reproduções dessas conversas, que também chegaram ao comitê de aprovação da universidade.

Em e-mail ao jornal, a porta-voz de Harvard, Rachael Dane, disse que a universidade não comenta publicamente sobre a aprovação ou não de alunos. Mas o Crimson conta que a universidade chegou a alertar os estudantes em abril para que retirassem as postagens.

No grupo oficial no Facebook, há um alerta da faculdade no qual ela lembra que pode revogar a admissão em diversas condições, incluindo se o aluno se engajar em situações que coloquem em dúvida sua honestidade, maturidade ou caráter. Teria sido esse o caso com os 10 alunos em questão.

A Universidade de Harvard recebeu cerca de 40 mil pedidos de interessados em fazer parte da classe 2021, aceitando 2.056 deles (uma taxa de 5,2% de aceitação, apenas). Desses alunos, cerca de 84% se matricularam, numa taxa recorde na história recente de universidade.


Fonte: Portal UOL Notícias

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Facebook Favoritos

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes