quarta-feira, 1 de março de 2017

UNICEF: 65 mil crianças foram libertadas de grupos armados em 10 anos

Garoto de 14 anos libertado de um grupo armado no Sudão do Sul, onde passou três anos


Ao menos 65 mil crianças foram libertadas de forças e grupos armados nos últimos 10 anos. A declaração foi feita por Anthony Lake, diretor-executivo do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), durante as comemorações do aniversário dos Compromissos de Paris para acabar com o uso de crianças em conflitos, que reuniu líderes globais na capital francesa.

“Há 10 anos, o mundo fez um compromisso para as crianças da guerra e o combinou com ação – ação que ajudou a dar uma nova chance de vida melhor a 65 mil delas”, disse Lake. “O encontro de hoje não é apenas para olhar para o que já foi conquistado – mas para olhar para frente, para olhar o trabalho que ainda falta ser feito para apoiar as crianças da guerra”, lembrou. Das 65 mil crianças libertadas, mais de 20 mil estavam na República Democrática do Congo, quase 9 mil na República Centro-Africana e mais de 1,6 mil no Chade.

O número exato de crianças usadas e recrutadas em conflitos armados é difícil de ser confirmado devido à natureza ilegal desse tipo de ação. Mesmo assim, o UNICEF estima que 17 mil crianças foram recrutadas no Sudão do Sul e mais de 10 mil na República Centro-Africana. Na Nigéria e países vizinhos, o Boko Haram recrutou quase duas mil crianças. No Iêmen, a ONU já documentou 1.500 casos desde a escalada do conflito, em março de 2015.

Nos últimos dez anos, o número de países que endossaram os Compromissos de Paris praticamente dobrou: de 58 países, em 2007, para 105 até o momento; sinalizando um maior compromisso global para acabar com o uso de crianças em conflitos.

A Conferência Ministerial de Paris sobre a Proteção das Crianças em Conflitos Armados busca maneiras de enfrentar a situação, incluindo o apelo para a libertação incondicional de todas as crianças, sem exceção, e colocar um fim nesse tipo de recrutamento; aumentar os recursos para ajudar a reintegrar e educar as crianças que foram libertadas; e ação urgente para proteger os meninos e meninas deslocados internos, crianças refugiadas e migrantes.

“Enquanto crianças ainda forem afetadas pelos conflitos, nós não podemos desistir de lutar por cada uma delas”, concluiu o Anthony Lake.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) promove os direitos e o bem-estar de cada criança e trabalha com parceiros em 190 países e territórios para transformar esse compromisso em ações concretas que beneficiem todas as crianças, em qualquer parte do mundo, concentrando especialmente seus esforços para chegar às crianças mais vulneráveis e excluídas. Para contribuir com o UNICEF, você pode doar aqui.


Informações para a imprensa
Assessoria de Comunicação do UNICEF Brasil

Pedro Ivo Alcantara
Telefone: (61) 3035 1947
E-mail: pialcantara@unicef.org

Elisa Meirelles
Telefone: (61) 3035 1979
E-mail: ereis@unicef.org


Fonte: Portal da ONU

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Facebook Favoritos

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes