segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Polícia usará tecnologia contra pedofilia


A Polícia Civil recebeu, nessa quinta-feira (29), dez novos computadores que serão cedidos ao Núcleo de Inteligência da corporação. As máquinas serão utilizadas no combate aos crimes de pedofilia e distribuição de pornografia infantil na internet. Para isso, será utilizado um software especial de rastreamento, desenvolvido pelo governo dos Estados Unidos (EUA). Uma equipe de 24 policiais civis de Pernambuco foi capacitada por colegas americanos para operar o sistema.

Os computadores foram cedidos pela superintendência regional da Caixa Econômica Federal (CEF), e a vinda dos policiais dos EUA foi viabilizada pela Embaixada Americana em Brasília e pelo Consulado Americano no Recife, onde aconteceram as aulas para os agentes civis.


Investigação

O gestor do Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente (GPCA), Ademir Oliveira, espera agilizar as investigações de crimes sexuais cibernéticos envolvendo crianças e adolescentes no Estado. “Já realizávamos esse tipo de trabalho, mas a nova ferramenta vai proporcionar uma maior precisão na localização das pessoas que estão distribuindo e armazenando esse tipo de material”, comenta. Segundo ele, em alguns casos será possível inclusive saber qual é a fonte da imagem ou vídeo de pedofilia. “Mas a simples visualização desse tipo de conteúdo é uma atividade criminosa”.

Ainda de acordo com o delegado, há operações em curso contra a difusão de material pornográfico infantil, que deverão ser concluídas assim que o software estiver funcionando, o que deve acontecer no início de janeiro. “Há pessoas que têm perto de 12 mil arquivos desse tipo em seus computadores pessoais. São criminosos e devem responder por isso”, afirma o policial.

O chefe de Polícia Civil, Antônio Barros, e o superintendente da Caixa, Paulo Nery, celebraram a parceria entre as duas instituições. “É importante, no cenário de crise que o País inteiro está vivendo, receber esse tipo de ajuda. Principalmente quando é para auxiliar nas investigações de um tipo de crime tão bárbaro como é a distribuição de material pornográfico infantil”, disse Barros.

Paulo Nery explicou que a Caixa Econômica está sempre à disposição para iniciativas do tipo. “Não é a primeira parceria que celebramos com a Polícia Civil, e certamente não será a última”, completa.


Fonte: Portal JC Online

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Facebook Favoritos

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes