domingo, 29 de janeiro de 2017

Artigo - Pesquisa mostra que homens não se acham machistas. Mas...


Por: Nina Lemos*

Apenas 24% dos homens brasileiros se consideram machistas. Meu Deus! Isso significa que, segundo eles, vivemos uma sociedade maravilhosa, onde 76% dos homens não são machistas! Será?

Não estou inventando isso do nada. Essas são as conclusões a que se chega depois de ler com calma a pesquisa O Papel do Homem na Desconstrução do Machismo, divulgada essa semana pelo Instituto Avon/Locomotiva.

O rapper Mano Brown, entrevistado para a Trip pela colega Lia Hama, é direto. “Você é machista?”, ela pergunta. “Sou”, responde. Claro que é. Que bom essa resposta honesta! Fica a dica para os homens que não se acham machistas, mas não admitem que uma mulher ganhe mais, que um filho brinque de boneca e por aí vai: aprendam com o Brown. Porque, queridos, vocês estão completamente perdidos. Precisamos conversar. E, se prepara: a DR vai ser longa. Nem adianta reclamar, nos chamar de chatas ou loucas.

Lendo os resultados, a gente vê que a maioria dos caras acha que a sociedade é machista (apesar de eles não serem, óbvio). Também dizem que querem mudá-la. Como? “Ensinando os filhos a respeitar as mulheres”; é a frase com que mais se identificam. Mesmo assim, 48% deles não deixariam um filho brincar de boneca de jeito nenhum e só 11% compraria uma boneca para um menino numa boa. Gente. Vocês estão bem loucos, né? É assim que querem mudar o mundo? Como vocês educar filhos não machistas se “brincar de boneca nem por cima do meu cadáver”?

Falando nisso, o que esses homens não machistas (sic) acham de dividir as tarefas em casa com as mulheres? Metade deles não admite que o homem cuide da casa enquanto a moça trabalha. Acho esse número até razoável. Mas eles não eram, em maioria, não machistas e super desconstruídos? Sei.

Mais dados chocantes: 27% dos entrevistados (entre homens e mulheres) acham que em alguns casos a mulher também pode ser culpada por ser estuprada e 61% acha que a mulher que se deixou fotografar nua também tem culpa quando um homem compartilha as suas fotos na internet. Oi?

Não, ela não foi estuprada porque pediu! E se ela tirou uma foto pelada (seu corpo, suas regras) foi porque confiou na pessoa, certo? Até quando vamos ter que repetir essas coisas?

Por muito tempo. E não vamos parar. Por mais que nos chamem de chatas.

Querem ajudar a acabar com o machismo? Ótimo. Mas vocês ainda têm muito o que aprender. Topam?


* Nina Lemos é Jornalista, escritora e mora em Berlim


Fonte: Revista Trip

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Facebook Favoritos

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes