segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

RN matou 101 mulheres em 2016


Recentemente foi publicado dados no qual apontam que o Rio Grande do Norte é um dos estados mais perigosos para as mulheres, algo que já apontamos várias vezes no Brechando. O Observatório da Violência no Rio Grande do Norte (OBVIO) apontou que houve neste ano 101 asssassinatos de mulheres, porém 36 foram feminicídios.

O que é isso? Em 2015, o Governo Federal criou a Lei do Feminicídio, que alterou o Código Penal brasileiro ao tipificar esse crime. Na nova legislação, a violência doméstica e familiar e o menosprezo ou discriminação à condição de mulher são descritos como elementos de violência de gênero e integram o crime mencionado.

Isto quer dizer que 34,34% dos assassinatos vieram de preconceito de gênero ou violência doméstica. Dos crimes registrados, nove foram em Natal, três em Mossoró e dois em Caicó, Ceará-Mirim, Jaçanã e São Gonçalo do Amarante. Houve um aumento de 25,9% em relação ao ano passado.

Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), as terras tupiniquins é o quinto país que mais mata mulher. Lembrar que o feminicídio é o assassinato de mulheres por parceiros amorosos. Já o femicídio é o assassinato de mulheres no geral.

Além disso, os crimes de feminicídios foram detectados em Acari, Alto do Rodrigues, Areia Branca, Baraúna, Bom Jesus, Canguaretama, Jucurutu, Monte Alegre, Parnamirim, Patu, Pureza, Rafael Fernandes, Santa Cruz, São João do Sabugi, São José de Mipibu e São Rafael.

Em 13 dias, dezembro já registrou mais dois casos de mulheres mortas pelos companheiros:

PRIMEIRO CASO – 11 DE DEZEMBRO
Uma jovem de 22 anos foi morta a facadas na manhã deste domingo na cidade de Acari, região Seridó do Rio Grande do Norte. Segundo a Polícia Militar, Jéssica Amanda da Costaestava em casa quando foi atacada pelo ex-marido. O homem é procurado pela polícia. Na fuga, ele ainda teria roubado uma motocicleta.

Fonte: G1


SEGUNDO CASO – 12 DE DEZEMBRO
Uma mulher de 19 anos foi morta a facadas pelo ex-marido enquanto amamentava o filho do casal, um bebê de seis meses. O crime aconteceu na tarde desta segunda-feira (12) em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal. Ana Lívia Sales morreu dentro da casa da ex-sogra. O ex-companheiro dela, Felipe Cunha Pinto, também de 19 anos, se entregou no Batalhão da Polícia Militar e confessou o crime.

Fonte: G1

Até o dia 30 de novembro foram 99 casos de mulheres mortas no RN. Além dos 11 assassinatos em agosto, mais duas mulheres em dezembro foram mortas pelos cônjuges em um curto intervalo de tempo. Então, somando tudo estamos com 101 mulheres vítimas de femicídio, que é o assassinato de mulheres no geral.

Mesmo com uma queda de 2,9% do número de mulheres mortas em relação ao ano passado, o Rio Grande do Norte não tem muito o que comemorar.


Fonte: Portal Brechando

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Facebook Favoritos

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes