terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Bancos de Leite Humano da Paraíba são premiados


Os seis Bancos de Leite Humano da Paraíba receberam os certificados de qualidade conferidos pelo Programa Ibero-Americano, do Ministério da Saúde e Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). A cerimônia oficial – que entrega os certificados aos representantes de cada rede estadual de bancos de leite – aconteceu no Copacabana Mar Hotel, no Rio de Janeiro, na semana passada. A certificação avalia os serviços nas categorias ouro, prata e bronze, de acordo com a quantidade de equipamentos, qualificação dos profissionais e o nível de qualidade dos serviços.

De acordo com a diretora do Centro Estadual de Referência para Bancos de Leite Humano Anita Cabral, Thaíse Ribeiro, receberam a certificação ouro os Bancos de Leite Anita Cabral, de João Pessoa; Dr. Virgílio Brasileiro, que funciona no Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (Isea), em Campina Grande; Dra. Zilda Arns, da Maternidade Cândida Vargas, na capital; Vilani Kehrle, da Maternidade Peregrino Filho, em Patos; Merijane Claudino da Silva, em Guarabira. Já o certificado prata foi entregue ao Banco de Leite Josefa Garcia Rolim, de Cajazeiras.

“Este resultado positivo diante das certificações ressalta a nossa constante busca pela melhoria da qualidade dos serviços, garantindo à população um produto com qualidade assegurada. Em janeiro vamos reunir toda a Comissão Estadual de Bancos de Leite do Estado para analisar a programação de 2016 e as metas alcançadas, além de estabelecer estratégias de trabalho para 2017”, declarou Thaíse.

A diretora do Banco do Leite Anita Cabral comentou ainda que é gratificante perceber que a rede vem crescendo com o passar dos anos. “É um crescimento em qualidade e em quantidade. São novos postos de coleta, novos hospitais, novas cidades, novas regiões e o que mais importa: novas crianças, mães e famílias beneficiadas”.

Thaise disse, ainda, que a rede paraibana de bancos de leite vem sendo considerada, ano após ano, exemplo resolutivo e de eficiência pelos órgãos e fóruns nacionais e internacionais. “Ao mesmo tempo, nossos profissionais se qualificam mais, aumentam os trabalhos de pesquisa científica e de desenvolvimento tecnológico, ampliando dia a dia as oportunidades de melhoria da qualidade de nossos serviços e produtos”, comemorou.


Programa Ibero-Americano – O Programa foi iniciado em 2012 e o processo de credenciamento dos bancos de leite é realizado anualmente. Em 2013, foram cadastradas três unidades da Paraíba. Em 2014, 2015 e 2016 foram credenciadas todas seis.

“Conseguir cadastrar todos os bancos é uma prova de que os trabalhos realizados durante o ano seguem melhorando a qualidade do serviço e do leite oferecido à população. Nós investimos e continuaremos a investir na capacitação de profissionais de saúde e na melhoria dos equipamentos e da estrutura física das nossas unidades”, disse Thaíse.


Rede

A Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano é uma iniciativa do Ministério da Saúde e da Fiocruz, com o objetivo de promover a saúde da mulher e da criança, por meio da construção de alianças com órgãos federais, estaduais e municipais, iniciativa privada e toda sociedade, no âmbito da atuação de Bancos de Leite Humano (BLH), que têm se configurado como uma das mais importantes estratégias da política pública em favor da amamentação.

Nessa dinâmica, a Paraíba atualmente conta com seis bancos de leite humano e 22 postos de coleta, estrategicamente implantados nas regiões do Estado. Para o suporte técnico e coordenação geral, contam com o Centro Estadual de Referência para Bancos de Leite Humano Anita Cabral, em João Pessoa, anexo à Maternidade Frei Damião, que desde sua inauguração contribui para o fortalecimento e incentivo à prática da amamentação.


Doação

Toda mulher saudável que tem excesso de produção láctea pode ser doadora e ajudar a salvar a vida de centenas de crianças prematuras. Para doar, basta entrar em contato com o Banco de Leite Humano Anita Cabral pelo telefone 3215-6047 e esperar que uma equipe do banco entregue o kit de doação (vidros, máscara e touca) em domicílio.


Fonte: Jornal PB Agora

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Facebook Favoritos

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes