domingo, 6 de novembro de 2016

ONG lança guia sobre trabalho escravo para jornalistas brasileiros


A Organização Não Governamental Repórter Brasil lançou em seu site um guia para jornalistas, detalhando a definição do que pode ser considerado trabalho análogo à escravidão, disponibilizando dados sobre o tema e indicando os setores produtivos que mais concentram a prática, além de uma lista de fontes do poder público e da sociedade civil.

O Brasil é um dos signatários da Convenção 29 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), pela qual se comprometeu a “abolir a utilização do trabalho forçado ou obrigatório, em todas as suas formas, no mais breve espaço de tempo possível”.

Adotado pela OIT em 1930 e ratificado pelo país em 1957, o instrumento é uma das normas e leis apresentadas pelo “Guia Rápido para Jornalistas sobre o Trabalho Escravo” da organização.

De acordo com a Repórter Brasil, a visibilidade do tema a partir da cobertura dos meios de comunicação fomenta o debate público sobre o assunto, contribuindo para a identificação e a denúncia da escravidão contemporânea.

Clique aqui para acessar o guia completo.


Fonte: Portal da ONU

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Facebook Favoritos

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes