segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Violência ocorre em três estágios


A violência contra mulher passa por três fases, que compõem um ciclo que pode se transformar em vicioso – repetindo-se ao longo dos meses ou anos. Na primeira etapa (tensão), ocorrem agressões verbais, crises de ciúmes, ameaças e destruição de objetos.

Na segunda fase, conhecida por agressão, ocorre a descarga descontrolada de toda tensão acumulada, de acordo com a delegada Isabel Cristina Maziero Martignago, da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Jaú. A vítima é atingida com empurrões, socos e pontapés ou, às vezes, o agressor usa objetos para prática da agressão.

A reconciliação é tida como a terceira etapa, em que o agressor pede perdão e promete mudar de comportamento. “Ou ainda finge que não houve nada, fica mais carinhoso, presenteia a mulher e faz que ela acredite que aquilo não irá acontecer novamente”, salienta.

É comum que o ciclo se repita, com cada vez mais violência e intervalo menor entre as fases. A delegada explica que, ou esse ciclo se repete indefinidamente ou muitas vezes termina em tragédia, com lesão grave ou assassinato da vítima.


Ação

O Núcleo de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher de Jaú busca atuação preferencialmente preventiva, seja por realização de eventos, palestras e cursos. A meta do grupo é atuar e desenvolver trabalhos em conjunto, com a criação de protocolo de atendimento às vítimas de violência doméstica, de acordo com o promotor de Justiça Luis Fernando Rossetto. (ACM)


Fonte: Jornal Comércio do Jahu

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Facebook Favoritos

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes