segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Por que usar coletor menstrual e qual a sua origem?


Diferentemente dos absorventes de algodão (que contém cerca de 12 substâncias químicas) e por ser feito de 100% de silicone medicinal hipoalergênico, o Coletor Menstrual Inciclo além de não ressecar a lubrificação natural da mulher, não absorve bactérias importantes para manutenção do pH vaginal. Também por isso, não esquenta a região íntima, nem permite a proliferação de fungos que levam a irritações, como a candidíase, que se manifesta em ambientes quentes e úmidos.

Além disso, como não há a reprodução de bactérias devido ao sangue não entrar em contato com o oxigênio, não existem odores e você não entra em contato com o sangue, pois ele fica armazenado sempre dentro do coletor.

Sobre a fabricação dos coletores, nas palavras da própria empresa:

“Garantimos a qualidade dos nossos produtos, já que na fabricação do Inciclo utilizamos silicone (atóxico e translúcido) de altíssima qualidade. Não usamos nenhum tipo de corante, látex, gel, bisfenol, dioxina, cola, perfume, pesticidas e nem agentes branqueadores e é por isso que tantos ginecologistas e profissionais da área da saúde têm aprovado o copo menstrual Inciclo. O Silicone é composto praticamente de silício, que é encontrado na forma natural na areia, no quartzo e nas rochas. O silício é, depois do oxigênio, o elemento mais comum na Terra e após combinado com oxigênio, carbono e hidrogênio transforma-se em silicone. […] O silicone é um material inerte que vem sendo amplamente usado por não causar reações no corpo, são biocompatíveis e de fácil higienização.[…] Na fabricação do copo menstrual, o silicone começa no estado líquido e depois as partículas são condensadas no processo de vulcanização que acontece em temperaturas altíssimas. Não há possibilidade de nenhuma substância se desprender do coletor e passar para o corpo.”

E ainda mais: “Segundo a médica ginecologista da Clinica Tobias, em São Paulo, Dra. Catia Chuba, “há baixo risco de infecções no uso dos copos menstruais, diferentemente dos tampões vaginais, não há relatos da ocorrência de Síndrome do Choque Tóxico”. “Por ser de silicone médico, um material inerte, não funciona como um meio de cultura para bactérias, como podem ser os absorventes internos, e não irrita a pele como os externos” diz a ginecologista Dra. Andrea Campos.”

Agora você já tem um motivo pra comprar seu Coletor Menstrual Inciclo sem medo. Ainda não tá satisfeita? Espera um pouquinho que na próxima semana vem post com mais motivos pra você usar um copinho também!


Coletores menstruais: a origem

Há quem pense que o coletor menstrual é uma invenção nova e desconhecida. ERRADO!

O primeiro copinho que se tem registro (e patente) foi criado na década de 1930! Isso mesmo! No início do século XX a estadunidense Leona Chalmers patenteou o primeiro coletor menstrual do mundo – seria uma versão final pra época, mas suspeita-se de que antes dela patentear esse tipo de copo, outras versões mais rudimentares já eram conhecidas desde 1867 – com o objetivo de alcançar um método mais saudável, higiênico e econômico para o período menstrual.

Na época eles eram feitos de borracha, mas com a segunda guerra mundial o material ficou escasso e os coletores passaram um tempo sem ser produzidos. Até que a indústria Tassaway resolveu voltar sua confecção por volta da década de 70. A fábrica acabou fechando. Entretanto, desde os anos 80 outras indústrias lançaram suas versões de copinhos de latex nos EUA.

Coletores menstruais podem ser novidade no Brasil, mas em países como EUA, Canadá e Islândia, são muito comuns e utilizados pela maioria da população feminina. A série Orange is The New Black já apresentou os copinhos como uma alternativa econômica aos absorventes dentro dos presídios, evitando gastos com absorventes (imagina quanto em absorventes um presídio feminino gasta por mês…).


Fonte: Portal Com Todo O Prazer

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Facebook Favoritos

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes