domingo, 28 de agosto de 2016

Grupo promove ‘Grito de Paz’ no calçadão da Ponta Negra neste domingo


O aumento no número de crimes de abuso e exploração sexual infantil e a sensação de impunidade motivou um grupo de manifestantes a sair da zona de conforto e promover, neste domingo, às 9h, na Ponta Negra, Zona Oeste, a segunda edição do “Grito de Paz”.

Segundo o publicitário e organizador do ato, Ely Barbosa, 36, durante a caminhada até a praia da Ponta Negra os manifestantes pedirão punições mais rigorosas aos casos de crimes de abuso e exploração sexual infantil. “Estamos cansados de ver tantos casos e crimes bárbaros, estaremos vestidos de branco numa caminhada e faremos um manifesto totalmente pacífico. Vamos cantar o hino nacional e também queremos fazer ecoar esse grito na nossa nação”, disse.

Para Barbosa, os números o balanço apresentado pela SSP, de que 300 crianças foram vítimas só nos quatro primeiros meses deste ano, não representam a realidade. “Além de muitas denúncias não serem concluídas, a maioria nem sequer chega até as autoridades, disse.

O publicitário explicou que o clamor da sociedade quanto aos crimes de exploração sexual e a necessidade de haver ações mais efetivas na punição devem chegar ao poder público para que eles sejam sensibilizados. “Queremos ser a voz daqueles que não têm voz para que para que ele possa ter acesso a Justiça, principalmente nos casos de abuso intra-familiar, que normalmente oprime e inibe denúncias”.

A expectativa dos organizadores é que cerca de 400 pessoas, entre amigos e famílias de vitimas, participem do Grito de Paz. O ato é realizado pelos grupos de ações sociais “Por Amor” e “Abrigo Coração de Pai”.


Segunda edição


Essa é a segunda edição do Grito de Paz, que iniciou as atividades em agosto do ano passado, após os organizadores se indignarem com a onda de casos de violência entre assassinatos e estupros. “Estamos atentos aos índices de violência desde o ano passado e sempre que for preciso nós vamos nos mobilizar para cobrar punições, sempre que for preciso iremos às ruas”, disse.

A administradora de empresa, Patrícia Cavalcante, 32, que confirmou presença no ato, disse que manifestações como essa devem ocorrer sempre para que os governantes tomem atitudes mais efetivas e até alterem leis para que os criminosos sejam punidos e pensem duas vezes em voltar a cometer crimes. “Eles têm que ver que nós estamos conformados e não podemos ser omissos diante de tanta crueldade que está assolando o País”, disse.


A ‘pressão popular’ tem poder, apontam especialistas

A delegada Juliana Tuma, titular da Delegacia Especializada em Proteção à Crianças e ao Adolescente (Depca), ressaltou a importância de atos como o Grito de Paz serem realizados. Para ela, é em eventos como esse que se caminha para a sensibilização.

Para Tuma, alguns casos de exploração não são registrados porque as vítimas tem medo de contar aos pais e o evento contribui positivamente para alertar sobre a importância de denúncias serem feitas e dos pais ficarem atentos aos filhos. “Esses crimes precisam ser denunciados para que os criminosos sejam punidos e possam servir de exemplo”.

O advogado Stanley Braga acredita que não existe nada mais poderoso que a voz da sociedade para cobrar que a justiça seja aplicada contra criminosos que abusam de menores. “Pressões ideológicas e políticas, discussões e mobilizações são meios válidos e mais eficazes para que a justiça seja aplicada. Não existe nada, socialmente falando, mais poderoso que a mobilização popular”.


Crimes aumentaram

Segundo os organizadores do evento, a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas, divulgou que, nos quatro primeiros meses do ano, cerca de 300 crianças sofreram abusos e exploração sexual. Um aumento de 10% em comparação com o mesmo período do ano passado. O grupo pretende se reunir com autoridades para discutir os crimes contra crianças e também apresentar propostas.


Fonte: Jornal A Crítica

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Facebook Favoritos

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes