segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Contra violência doméstica no campo, Itesp lança cartilha on-line


A Lei Maria da Penha completa, nesse mês de agosto, 10 anos. Sua implementação foi fundamental para aumentar e melhorar os mecanismos para enfrentar a violência contra a mulher, sendo ela desde a morte até dano moral ou patrimonial.

Apesar da melhora, ainda é preciso incentivar as denúncias, a fim de romper o silêncio de quem sofre com violência doméstica. Para isso, foi criada uma cartilha para orientar as mulheres do campo, direcionada, mais especificamente, às assentadas atendidas pelo Governo do Estado de São Paulo.

Lançado pela Secretaria de Estado da Justiça e da Defesa da Cidadania, através do Itesp, o material estará disponível on-line, mas também será impresso e entregue em assentamentos estaduais, com o apoio da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), por meio de convênio com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (SDECTI).

A publicação foi feita através do Grupo Técnico de Gestão Social do Itesp e do servidor e artista plástico Sergio Fabricio Sicardi Bom Joanni, que fez a ilustrações e a identidade visual do projeto.

As mulheres assentadas são as mais excluídas dos lotes em assentamentos estaduais após a separação. Um dos capítulos da cartilha explica que a família é detentora do local, não apenas o homem.

Para ver a cartilha acesse esse link.


Fonte: Portal do Governo do Estado de São Paulo

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Facebook Favoritos

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes