domingo, 10 de julho de 2016

Mais de 40% dos casos de desaparecimento é causado por conflitos familiares, indica pesquisa


Entre 2013 e 2016 o Estado de São Paulo registou 17.939 casos de pessoas desaparecidas. De acordo com o Plid (Programa de Localização e Identificação de Desaparecidos) do Ministério Público, 42,86% dos casos foram causados por conflitos familiares. Jovens entre 12 e 17 anos lideram a lista de desaparecidos no Estado (32,7%), seguidos de pessoas entre 35 a 64 anos (28,8%) e jovens entre 18 e 24 anos (13,4%).

A promotora e coordenadora do programa em São Paulo, Eliana Vendramini, explicou ao R7 que saber o motivo do sumiço de pessoas é importante e é necessário tentar entender o que está por trás dele.

— No caso dos conflitos internos pode ser porque tem alguém cooptando um jovem para o tráfico, por exemplo, ou pode ser um desentendimento interno com os pais.

Eliana destaca também outros motivos que tem causado o desaparecimento de pessoas e que começam a chamar a atenção.

— Você tem violência policial, tráfico de pessoas para os mais variados fins e agora o que desponta é violência doméstica. Essa tem feito muita gente desaparecer para fugir do conflito interno.

Os dados também indicam que há mais registros de desparecimentos em bairros periféricos. O líder de boletins de ocorrência é Francisco Morato, na Grande São Paulo, com 179 casos.

— Os BOs reportam para bairros mais periféricos e com grande vulnerabilidade educacional, de segurança, de lazer. Quando você demanda desaparecimento em outras regiões [mais centrais], outras forças atuam e você consegue ajuda.


Fonte: Jornal O Nortão

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Facebook Favoritos

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes