segunda-feira, 18 de abril de 2016

Uber só para mulheres protegerá passageiras de abusos e assédio


A partir da semana que vem começa a operar nos EUA o serviço Chariot for Women (Carruagem para mulheres), espécie de Uber exclusivamente para mulheres. A empresa funcionará no sistema de carona compartilhada, operando somente para mulheres e com mulheres atrás do volante.

Quem criou a empresa foi ironicamente um motorista homem do Uber, Michael Pelletz que, ao se sentir ameaçado por um passageiro, imaginou se, em seu lugar, uma mulher estivesse sendo ameaçada. A sensação de horror lhe fez criar o Chariot.

O serviço abrirá exceções para crianças menores de 13 anos de idade de qualquer sexo, e mulheres transgênero também poderão viajar pelo Chariot. Nos EUA, algumas denuncias de assédio e até estupro por passageiras contra motoristas já mancharam a até então inabalável imagem do Uber.

Possíveis problemas jurídicos já são esperados por Pelletz, como acusações de que promoverá discriminação de gênero. Ele garante, no entanto, que não teme processos, e que não desistirá de sua empreitada. Em nome da segurança das mulheres, o importante é lembrar que a questão não está na natureza do serviço, mas sim na necessidade de que ele exista. O problema é a violência contra a mulher, e nada antes disso – portanto que venham as carruagens.


Fonte: Portal Hypeness

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Facebook Favoritos

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes