segunda-feira, 7 de março de 2016

Lady’s Taxi: cooperativa criada e composta só por mulheres é sucesso absoluto


Quer circula pelas ruas de Belém, no Pará, já deve ter visto um grupo de taxistas diferente. Elas se vestem de rosa e preto, dirigem carros personalizados (às vezes até com banco de couro cor de rosa) e atendem pelo nome de Ladies. A Lady’s Taxi, primeira cooperativa de táxi exclusivamente feminina do Brasil, nasceu há cerca de cinco meses na capital paraense e já faz o maior sucesso.

“A ideia de criar a associação surgiu quando eu me dei conta de que, no ponto em que trabalhava, tinham 19 homens e só eu de mulher. A maioria das mulheres queria tomar táxi comigo e isso dava até algumas discussões. Elas insistiam e a gente explicava que tinha uma fila que precisava ser respeitada. Então pensei: se a procura é tão grande, por que não criar uma cooperativa só de mulheres?”, explica Francinete Matos, presidente da cooperativa.

A partir disso, ela começou a correr atrás de outras taxistas e, em outubro de 2015, a Lady’s Taxi nasceu. Hoje, a empresa conta com 15 motoristas que se revezam e dirigem 24 horas por dia. “Pelo que eu pesquisei, somos a primeira companhia feminina do Brasil. A procura das clientes é tão grande que não estamos dando conta. Estou atrás outras pessoas para aumentar a frota”, explica.

Foto: Acervo pessoal da Francinete Matos
A Lady's Taxi atende 24 horas por dia na cidade de Belém

Para ela, o sucesso da Lady’s tem um motivo principal: segurança. “As mulheres querem ir e vir com segurança. Pegar um taxista à noite às vezes deixa a gente com medo. Alguns homens confundem as coisas, começam com ousadia, brincadeirinha, pedem o telefone. As mulheres não querem mais saber disso”, afirma.

Francinete afirma que não é possível generalizar, afinal, são poucos os motoristas que assumem um comportamento ruim, mas, segundo ela, as mulheres não querem mais correr o risco. “Nós não somos objetos sexuais. Somos mulheres, mães, temos a nossa profissão, o nosso trabalho. Queremos dar um basta a esse tipo de coisa”.

Se as passageiras receberam a nova cooperativa de braços abertos, nem todos os colegas de profissão foram tão receptivos. “Alguns apoiaram, outros nem tanto. Muitos acham que a gente está tentando roubar as clientes deles, mas não é verdade. Estamos aqui para somar e não para competir”, ressalta.

Foto: Acervo pessoal da Francinete Matos
Carro personalizado e mimos para as passageiras

Comentários machistas e piadinhas ainda fazem parte do dia a dia dessa paraense, mas ela diz que já não se incomoda mais. “Quando veem que é uma mulher dirigindo, alguns mexem, só que não ligo. No fundo, eles sabem que as mulheres são mais cautelosas e observadoras no trânsito”, afirma.

E, segundo dados da Seguradora Líder DPVAT, são mesmo. Em 2015, 75% dos sinistros pagos pela empresa foram para homens, contra 25% para mulheres.

Além de máxima atenção ao volante, as motoristas da Lady’s Taxi oferecem alguns mimos para as passageiras, como água e balinhas, carro personalizado e uniforme impecável. Tudo para agradar a clientela.


Fonte: Portal Bolsa de Mulher

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Facebook Favoritos

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes