domingo, 21 de fevereiro de 2016

30 dados estatísticos sobre violência doméstica nos EUA mostram que fenômeno é epidemia


O número de soldados americanos mortos no Afeganistão e no Iraque entre 2001 e 2012 foi de 6.488. O número de mulheres americanas que foram assassinadas por parceiros do sexo masculinos, sejam eles atuais ou ex, durante esse tempo, foi 11.766. Isso é quase o dobro da quantidade de vítimas perdidas durante a guerra.

As mulheres são muito mais propensos a ser vítimas de violência por parceiro íntimo, com 85% das vítimas de violência doméstica sendo mulheres e 15% homens. Muitas mulheres são mantidas em cativeiro por violência doméstica - seja por meio de abuso físico, abuso financeiro, abuso emocional ou uma combinação de todos os três.

Somos inundados com novas histórias sobre a violência doméstica, de atletas batendo em seus parceiros amorosos em elevadores públicos ou em suas próprias casas a celebridades que abusam, publicamente, suas namoradas. Este problema não é aquele que vai embora rapidamente ou em silêncio.

O mês da consciência da violência doméstica chega ao fim, mas as discussões sobre o abuso de parceiro íntimo e suas repercussões terríveis, não deveriam cessar. Em uma tentativa de ilustrar a gravidade do abuso de todos os gêneros (mas, em grande parte, mulheres) nos EUA, nós buscamos para mais de 30 estatísticas sobre a violência doméstica.

A violência doméstica não é um incidente singular, é um problema insidioso profundamente enraizado na nossa cultura - e esses números provam isso.

3

O número de mulheres assassinadas todos os dias por um parceiro masculino atual ou anterior em os EUA.


O número de mulheres que sofreram violência física por parceiro íntimo alguma vez em suas vidas.


"Mulheres com deficiência são 40% mais propensas a experimentar violência por um parceiro íntimo - especialmente, violência severa - do que mulheres sem deficiência." (Associação Americana de Psicologia)



O número de mulheres em os EUA que sofrem violência física por um parceiro íntimo a cada ano.


O número de mulheres assassinadas por homens que conheciam em 2011. Dos 1.509 mulheres, 926 foram mortas por um parceiro íntimo e 264 deles foram mortos por um parceiro íntimo durante uma discussão.


"A cada minuto, 20 pessoas são vítimas de violência pelo parceiro íntimo." (Centros de Controle e Prevenção de Doenças)





O número de mulheres que foram mortas por homens em disputas de violência doméstica desde 2003.


O número de mulheres que serão vítimas de violência grave por parceiro íntimo em suas vidas.


O número de homens que serão vítimas de violência grave por parceiro íntimo em suas vidas.


"No mundo todo, homens que foram expostos a violência doméstica quando crianças têm três a quatro vezes mais propensão de perpetrar violência no parceiro íntimo quando adultos do que os homens que não tiveram a experiência de abuso doméstico quando crianças." (Organização Mundial da Saúde)





O número de dias de trabalho pago que as mulheres perdem a cada ano por causa do abuso perpetrado contra elas por parceiros masculinos atuais ou antigos. Esta perda é equivalente a mais de 32.000 postos de trabalho em tempo integral.


A percentagem de mulheres em relacionamentos fisicamente abusivos que são estupradas e/ou agredidas durante o relacionamento.


"Uma mulher é agredida a cada nove segundos nos EUA". (Estatística de Violência Doméstica)



O número de visitas mentais de saúde devido à violência por parceiro íntimo a cada ano.


O custo médio de atendimento de emergência para incidentes de violência relacionada com parceiro íntimo para as mulheres. O custo médio para homens é de US$ 387,00.


"A violência causada pelo parceiro íntimo é a maior causa de homicídio feminino e danos - relacionados a morte durante a gravidez." (Associação Americana de Psicologia)



O número de homens gays ou bissexuais que vai experimentar violência por parceiro íntimo em suas vidas.


A percentagem de mulheres lésbicas que irá sofrer violência doméstica (não necessariamente a violência por parceiro íntimo) em suas vidas.


A percentagem de mulheres que são perseguidos por um parceiro masculino atual ou anterior que também são abusadas fisicamente por esse parceiro.


"Mulheres vítimas de violência doméstica são oito vezes mais propensas a serem assassinadas pelo parceiro íntimo, se eles tiverem armas de fogo em casa." (Risk Factors for Femicide in Abusive Relationships: Results From A Multisite Case Control Study)



A percentagem de mulheres em todo o mundo que vai experimentar o abuso físico e / ou sexual por parte de um parceiro íntimo durante suas vidas.


A percentagem de abuso financeiro que ocorre em todos os casos de violência doméstica. A razão número um para os sobreviventes de violência doméstica ficarem ou voltarem para o relacionamento abusivo é porque o abusador controla a sua oferta de dinheiro, deixando-os sem recursos financeiros para se libertar.


"As mulheres negras experimentam violência pelo parceiro íntimo em proporções 35% mais altas que as mulheres brancas." (Instituto de Violência Doméstica na Comunidade Afro-Americana da Universidade de Minnesota)





O custo estimado de casos de violência por parceiro íntimo perpetrada contra as mulheres em os EUA, só em 1995.


O número de pessoas LGBT assassinadas por seus parceiros íntimos em 2013. 50% deles eram pessoas de cor. Este é o nível mais alto documentado de homicídio violência doméstica na comunidade LGBT na história.


A quantidade de vezes mais provável de uma pessoa transgênero e de cor tornar-se uma vítima de violência por parceiro íntimo do que uma pessoa não-LGBT.


"A violência doméstica é a terceira maior causa de desabrigamento entre as famílias." (Coalisão Nacional dos Sem-Teto)



A quantidade de vezes mais propensos a mulher está a ser assassinado nas poucas semanas depois de deixar seu parceiro abusivo do que em qualquer outro momento na relação.


O número de crianças expostas à violência doméstica a cada ano.


A percentagem de agressões físicas perpetradas contra as mulheres que são relatados à polícia anualmente.


Fonte: Jornal The Huffington Post (EUA)
Tradução: Grupo Violes

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Facebook Favoritos

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes