domingo, 10 de janeiro de 2016

Pedofilia filmada: grupo na internet faz experimento social com menina de 10 anos perdida na rua e pedófilo tenta raptá-la


Era um dia como outro qualquer quando um grupo decidiu gravar uma campanha de conscientização sobre os cuidados que se deve ter com os filhos menores de idade, sobretudo crianças. Uma garotinha de 10 anos fingia estar perdida e pedia a ajuda das pessoas, enquanto tudo era filmado sem que percebessem.

Teve quem se oferecesse para ligar para a mãe da garota, outros dois jovens decidiram ligar para a polícia para ajudá-la, teve quem a ignorou e até um homem que quase a agrediu, mas quem chamou a atenção foi justamente o último homem do teste.

A garotinha pedia ajuda dizendo que estava perdida, não tinha o telefone da mãe e morava há poucos minutos daquele local. O homem com quem ela conversa não sabe como ajudá-la, mas de repente um segundo homem sai de um estabelecimento comercial e diz que viu sua mãe e que vai levar a menina até ela, agarrando-a e puxando seu braço.

O outro homem não concorda e pergunta se ele é um pedófilo. O suposto ‘bem intencionado’ diz que a garotinha é sua vizinha e que vai levá-la até em casa. Depois entra em contradição e diz que eles são irmãos. Ele insiste em puxar a garota pelo braço. O pessoal da produção do vídeo interfere juntamente com o primeiro homem. Eles ligam para a polícia.

Uma viatura chega ao local cinco minutos após a chamada e os policiais pegam os dados de todos os envolvidos para averiguação, e se surpreendem com a ficha do ‘bem feitor’: cumprindo uma ordem de restrição por pedofilia.

A campanha visava apenas mostrar os cuidados que se deve ter para que uma criança não se perca em meio à multidão e se isso acontecer, como proceder, mas acabaram repercutindo em todo o mundo ao mostrar a realidade que uma criança ou adolescente está sujeito a viver se ficar na rua ou em má companhia.

A polícia pediu que o nome do pedófilo não fosse divulgado a fim de não atrapalhar a finalização das investigações e por esse motivo, durante as imagens do vídeo, dentre todos as pessoas abordadas pela criança, apenas ele tem o rosto embaçado para não ser reconhecido.

Veja o vídeo abaixo da simulação que quase se tornou real. Legendado em português-Brasil:




Fonte: Jornal Blasting News

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Facebook Favoritos

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes