segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Campanha que pedia "fim dos privilégios para deficientes" era ação contra preconceito


Desfeito o mistério em torno da campanha que pedia o fim de privilégios para deficientes, assinada por um "Movimento pela Reforma dos Direitos". Foi um movimento promovido na segunda-feira pelo Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência de Curitiba, alusivo ao Dia Internacional das Pessoas Com Deficiência, que será celebrado no próximo dia 3, quinta-feira.

Conforme Mirella Prosdoscimo, presidente do Conselho, o choque que as pessoas sentiram e manifestaram nas redes sociais é um alívio aos deficientes:

— Colocamos esta campanha no ar e conseguimos chamar a atenção de milhões de pessoas. O absurdo que as pessoas viram na internet durou só um dia. Mas as pessoas com deficiência enfrentam este desrespeito todos os dias.

O objetivo foi conscientizar a população dos desafios pelos quais passam os deficientes, e estimular as pessoas a denunciar casos de desrespeito.


— Que as pessoas que vejam algum caso de desrespeito com o deficiente não se calem: denunciem, não se revoltem só nas redes sociais - disse Mirella.

Conforme o Conselho, são 24% da população brasileira com algum tipo de deficiência. Mirella afirma, em um vídeo postado no Facebook, que estas pessoas não têm privilégios, e sim direitos.


Fonte: ZH Vida e Estilo

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Facebook Favoritos

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes