segunda-feira, 23 de novembro de 2015

ONU destaca ações brasileiras de combate às mudanças climáticas em novo relatório


A Convenção Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC) lançou nesta quarta-feira (18) um relatório contendo diferentes políticas de ação climática que já estão surtindo efeito e que podem orientar os países em seus planos para reduzir as emissões de gases do efeito estufa. Iniciativas do Brasil são citadas no documento como referências nas áreas de planejamento urbano, transporte, indústria e agricultura.

A secretária-executiva da UNFCCC, Christiana Figueres, descreveu o relatório como um “guia de soluções”, que vai servir de guia para ministros, conselheiros e políticos dos Estados-membros, após a Conferência do Clima de Paris, onde um novo acordo global contra as mudanças climáticas será firmado. O documento da agência reúne práticas que comprovadamente contribuem para promover o desenvolvimento sustentável.

Políticas brasileiras foram mencionadas como exemplo para o mundo todo. Entre elas, a implementação de uma jurisdição que estabelece padrões de emissões de gases do efeito estufa para veículos leves, o que poderá melhorar a eficiência desses automóveis em até 50%, tomando como parâmetro o ano 2000 e, como meta, 2025. O Brasil também foi elogiado por utilizar os lucros do Mecanismo de Desenvolvimento Limpo para reduzir as emissões de óxido nitroso em até 50,5%.

Outra iniciativa mencionada foi o Plano de Agricultura de Baixo Carbono, que promove práticas sustentáveis na produção agrícola, como o plantio direto, a recuperação de terras degradadas, a integração entre plantações, pecuária e as florestas, a plantação de florestas comerciais, a fixação biológica do nitrogênio e o tratamento de resíduos animais. Entre 2005 e 2013, a produção das safras nacionais aumentou 64%, enquanto a área usada na agricultura se expandiu apenas 9%.

O planejamento urbano de Curitiba também foi citado por promover o desenvolvimento residencial e industrial próximo a vias de tráfego intenso, tornando o sistema de trânsito da cidade um dos menos custosos do mundo.


Fonte: ONU

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Facebook Favoritos

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes