domingo, 15 de novembro de 2015

Mulheres que fizeram História - Hedy Lamarr, a atriz do primeiro orgasmo no cinema e mãe da telefonia


Hedy Lamarr, nome artístico de Hedwig Eva Maria Kiesler, foi uma atriz linda e talentosa. Além de uma das inventoras mais bem sucedidas da humanidade.

O Doodle de hoje foi inspirado nela, e essa postagem vem contar um pouquinho de sua trajetória, em forma de curiosidades, para homenageá-la também.

Considerada a mãe da telefonia. O sistema Wi-Fi, que hoje conhecemos, só existe graças à ela.

Em 1941, sendo uma das musas de Hollywood, Lamarr se juntou ao compositor George Antheil e criou um sistema de frequências múltiplas aleatórias para a Marinha dos EUA durante a Segunda Guerra Mundial. Esse sistema protegia comunicações sem fio e era mudado sem que o inimigo conseguisse acessar a transmissão. Essa técnica é usada hoje nos protocolos Bluetooth, Wi-Fi e CDMA.

Em 9 de novembro 2005, foi estipulado o Dia do inventor na Alemanha em sua homenagem, data em que ela completaria 92 anos.

Sua contribuição no cinema foi absurda, Hedy Lamarr possui uma estrela na Calçada da Fama. Em Hollywood, seu papel mais famoso foi o de Dalila, no filme Sansão e Dalila. Ela foi a inspiração para Walt Disney desenhar a Branca de Neve em 1937.

Hedy Lamarr interpretou o primeiro orgasmo feminino em 1933, abrindo caminho para a evolução do cinema e causando muita polêmica.

As cenas de protagonizadas por ela, ao nadar nua no lago e correndo entre as árvores, foram censuradas durante vários anos, em diversos países. Ela escandalizou a sociedade da época expressando o êxtase sexual no seu rosto, dando origem ao título do filme: Êxtase. Lançado em 1933 e dirigido por Gustav Machatý, o longa é um dos marcos da história do cinema.

Nos anos 60, ela foi detida por furto numa loja de departamentos famosa. Em sua autobiografia publicada em 1966, ela revelou que considerava sua beleza uma verdadeira maldição. A atriz morreu em 2000, aos 85 anos.

Hedy Lamarr foi e continua sendo uma grande inspiração para tecnologia. No cinema ela abriu caminhos e quebrou tabus.


Fonte: Portal Proibido Ler

1 comentários:

Claudio Elias Do Nascimento disse...

Que historia linda...

Postar um comentário

Twitter Facebook Favoritos

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes