domingo, 25 de outubro de 2015

Violência contra mulher no país é o tema da redação do Enem


O tema da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014 é "A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira". A informação foi divulgada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), pouco depois do fechamento dos portões dos locais de prova, por meio do Twitter.

O assunto é bastante atual e discutido intensamente nas redes sociais. No ano passado, uma campanha na internet levou mulheres do Brasil todo a publicar fotos com a frase "Não mereço ser estuprada". Desde a semana passada, em nova mobilização virtual, milhares de mulheres vêm publicando depoimentos com a hashtag #primeiroassedio. Nesses posts, sempre carregados de emoção, elas descrevem o primeiro episódio de assédio sexual que sofreram, muitas vezes na infância.

A professora de Redação do Colégio Objetivo, Cida Custódio, elogiou a escolha do tema que, segundo ela, traz uma discussão atual e fundamental para a sociedade brasileira.

- É um dos temas mais bem escolhidos do Enem de todos as edições. É da maior pertinência no âmbito social. O Brasil tem um histórico de violência contra a mulher. É uma prática ancestral que a Lei Maria da Penha ainda não foi capaz de inibir. Muitos estudantes que hoje estão fazendo o Enem conhecem a violência contra a mulher de dentro de suas próprias casas- afirmou.

Cida avalia que os estudantes não terão dificuldade em discutir sobre o tema, já que os candidatos devem ter um posicionamento claro contra esse tipo de prática.

- É um tema com posicionamento claro. A violência contra a mulher é indefensável, logo os candidatos não ficarão em dúvida sobre como abordar a proposta. Além disso, recentemente, foi sancionada a lei do feminicídio e eles estão familiarizados com o assunto que é recorrente na mídia. Na hora de propor intervenções também não encontrarão dificuldades. Podem citar aplicação efetiva da Lei Maria da Penha, a defesa de que as escolas orientem seus alunos sobre isso, entre outras propostas- analisou.

A partir deste tema, os candidatos precisam produzir um texto dissertativo-argumentativo de, no máximo, 30 linhas, desenvolvido a partir de uma situação-problema e de subsídios oferecidos por textos motivadores disponibilizados na prova.

A redação é considerada de suma importância pelos especialistas, já que é a única parte da prova que possibilita nota máxima. Além dela, os candidatos respondem a 90 questões de linguagens, que engloba Português, Língua Estrangeira (inglês ou espanhol) e de Matemática, neste domingo.

A prova deste domingo foi iniciada às 13h30m e será encerrada às 19h. O tempo mínimo para o candidato permanecer em sala é de duas horas. Para sair do local com o caderno de questões em mãos, o estudante só pode ir embora meia hora antes do término do horário do exame.

A nota final da redação do Enem 2015 varia entre zero (0) a mil (1.000) e será atribuída da seguinte forma:
  1. Caso não haja discrepância entre os corretores, a nota final será a média aritmética das notas totais atribuídas pelos dois corretores;
  2. Caso haja discrepância entre os corretores, a redação será corrigida por um terceiro corretor de forma independente;
  3. Caso não haja discrepância entre o terceiro corretor e os outros dois corretores anteriores, a nota final será a média aritmética entre as duas notas totais que mais se aproximarem, sendo desconsideradas as demais notas;
  4. Caso haja discrepância entre o terceiro corretor e apenas um dos dois corretores anteriores, a nota final será a média aritmética entre as duas notas totais que mais se aproximarem, sendo desconsideradas as demais notas;
  5. Caso haja discrepância entre o terceiro corretor e os dois corretores anteriores, a redação será corrigida por uma banca composta por três corretores. Esta banca atribuirá a nota final do participante, desconsiderando as anteriores.
Será atribuída nota zero na redação do Enem 2015:
  1. Fugir do tema proposto;
  2. Não respeitar a estrutura dissertativo-argumentativa;
  3. Entregar a Folha de Redação em branco;
  4. Entregar redação com até sete linhas – qualquer que seja o conteúdo configurará “texto insuficiente”;
  5. Copiar os textos motivadores apresentados no Caderno de Questões;
  6. Escrever impropérios ou desenhos;
  7. Não respeitar os Direitos Humanos;
  8. Quando parte do texto está deliberadamente desconectada com o tema proposto da redação.

Fonte: O Globo / Portal Universia Brasil

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Facebook Favoritos

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes