domingo, 11 de outubro de 2015

Relatório do PNUMA mostra como alinhar financiamento global e desenvolvimento sustentável


O novo relatório do Programa da ONU para o Meio Ambiente (PNUMA) publicado no encontro anual do Fundo Monetário Internacional (FMI)/ Banco Mundial em Lima, Peru, mostra como aproveitar os ativos do sistema financeiro mundial para a sustentabilidade. A pesquisa de dois anos foi apresentada nesta quinta-feira (08) no documento chamado “O Sistema Financeiro que precisamos”.

Entre as tendências identificadas está uma ‘revolução silenciosa’ em andamento, com formuladores de políticas e reguladores financeiros tomando medidas para integrar as questões sobre desenvolvimento sustentável aos sistemas financeiros e torná-los aptos para o século 21.

O documento também aponta o impulso existente para a adoção dessa nova linha econômica, principalmente em países emergentes e em desenvolvimento, incluindo Bangladesh, Brasil, China, Quênia e Peru, com a França e o Reino Unido encabeçando esses esforços nas nações desenvolvidas. Ampliar essas experiências, através de ações nacionais e internacionais, poderia direcionar o capital privado para financiar a transição para uma economia inclusiva, verde e apoiar a realização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, recomendou o relatório.

“A pesquisa do PNUMA pela primeira vez compilou e analisou iniciativas inspiradoras de todo o mundo que buscam alinhar melhor o sistema financeiro com o desenvolvimento sustentável, mostrando que há muito a ser aprendido com o mundo em desenvolvimento”, afirmou o diretor executivo do PNUMA, Achim Steiner. “Precisamos agora elevar o nível de ambição e de cooperação para garantir que as zonas centrais da economia global e o sistema financeiro possam evoluir para servir o seu propósito central de crescimento e sustentação da economia real. O relatório do PNUMA abre um novo capítulo, estabelecendo como tal evolução pode ser alcançada.”

Também falando no lançamento, o vice-Yi Gang, vice-governador do Banco Popular da China, disse que o relatório “proporciona uma visão que incorpora o desenvolvimento sustentável no núcleo dos mercados financeiros e de capitais. Deve ser um guia muito útil e de referência para muitos governos, instituições financeiras e organizações internacionais para que pensem sobre como avançar no financiamento verde.”


Fonte: ONU

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Facebook Favoritos

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes