segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Sete sinais que podem ajudar a detetar uma vítima de tráfico humano


Não são apenas os turistas que viajam de avião. Os aeroportos são também locais de tráfico de adultos e crianças, pontos de passagem a caminho de trabalhos forçados ou escravidão sexual. 

Se o saber nunca ocupa lugar, neste caso pode até ser decisivo na vida de uma das vitimas. Claro que mesmo na presença de alguns destes sinais, não é possível concluir que uma pessoa está, efetivamente, a ser traficada. Em caso de suspeita, não confronte os suspeitos ou tente resgatar as supostas vítimas - alerte os serviços de emergência ou as autoridades do aeroporto.

A CNN pediu a quarto organizações envolvidas na luta contra o tráfico humano que identificassem alguns dos sinais a que qualquer passageiro pode estar atento:

1- Um passageiro que não esteja vestido de acordo com o seu destino de viagem.

Repare se o passageiro tem consigo itens pessoais. As vítimas podem estar menos bem vestidas que os seus restantes companheiros de viagem, ter roupas dotamanho errado ou que não sejam apropriadas para o clima do destino.

2- Tatuagens de códigos de barra, ou com a palavra "Paizinho".

Muitas pessoas têm o seu corpo tatuado, mas tatuagens de códigos de barras, com referências ao "paizinho" até mesmo com nomes podem ser indicadores, uma vez que os traficantes sentem-se donos das vítimas.

3- Não sabem informações e detalhes sobre a sua viagem.

Os traficantes, normalmente, não divulgam essas informações às suas vítimas, como o destino ou mesmo o tipo de trabalho a que se dirigem.

4- Comunicação por códigos ou contradição na história

Por vezes os traficantes treinam as suas vítimas a dizer certas coisas em público de modo a evitar suspeitas. Um passageiro cuja história pareça inconsistente, pode estar a tentar esconder a verdadeira razão da sua viagem.

5- As vítimas não podem deslocar-se livremente pelo aeroporto ou avião.

Os traficantes tentam a todo o custo vigiar a vítima para que ela não escape ou chegue perto das autoridades para pedir ajuda.

6- As vítimas têm medo de comunicar com as pessoas, adiando a conversa.

O medo e a intimidação são duas ferramentas muito importantes para controlarem as suas vítimas. Os traficantes impedem muitas vezes as vítimas de interagir com os outros passageiros, de forma a impedi-las de levantar suspeitas.

7- Tráfico de crianças

Uma criança que esteja a ser traficada para fins sexuais pode estar vestida de uma forma mais sexualizada, ou apresentando indícios de estar sob influência de drogas ou álcool. A criança pode parecer desnutrida e/ou apresentar sinais de abuso sexual ou físico, como hematomas, cicatrizes ou queimaduras de cigarro.


Fonte: Portal Visão (Portugal)

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Facebook Favoritos

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes