segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Com apoio da OIT combate ao trabalho escravo no Brasil é reforçado com novas parcerias


Diversas entidades se reuniram no Supremo Tribunal Federal (STF), em Brasília, para a assinatura de um termo de cooperação que formaliza novas parcerias em torno do Movimento Ação Integrada (MAI) em 08 de agosto. O termo foi assinado pelo Presidente do STF e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Ministro Ricardo Lewandowski, pelo diretor-adjunto da Organização Internacional do Trabalho (OIT) no Brasil, Stanley Gacek, entre outras autoridades.

O MAI é uma iniciativa inovadora no combate e prevenção ao trabalho análogo à escravidão no Brasil, pois atua para quebrar o ciclo do trabalho escravo ao promover a educação e a qualificação profissional de trabalhadores vulneráveis, muitos dos quais já foram resgatados de situações de trabalho escravo.

O termo de cooperação técnica assegura a ampliação e o fortalecimento da iniciativa em todo o país. Atualmente, o Movimento está presente nos estados de Mato Grosso, Bahia, Rio de Janeiro e na região do Bico do Papagaio, que abrange comunidades no Pará, Maranhão e Tocantins, além do Piauí.

“O Ação Integrada é um exemplo perfeito de iniciativa envolvendo as constituintes da OIT e que segue de forma estratégica o novo protocolo de combate ao trabalho escravo, pois ele ataca a causa primária do ciclo vicioso, que é a vulnerabilidade”, disse Gacek, lembrando que o trabalho análogo à escravidão é um crime que faz 21 milhões de seres humanos vítimas em todo mundo e gera um lucro estimado de 150 bilhões de dólares por ano.


Fonte: ONU

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Facebook Favoritos

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes