segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

CREAS realiza reunião para reforçar trabalho “Na Folia sem Violações de Direitos”

Buscado reforçar ainda mais o trabalho de Prevenção, os técnicos do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) realizaram na noite desta quarta-feira, 28 de janeiro, uma reunião com a Liga Independente das Escolas de Samba, Cordões e Blocos carnavalescos de Ladário (Liesbla). O intuito do encontro foi para orientá-los na mobilização da população no combate do trabalho infantil, a violência sexual e outros tipos de violações aos direitos das crianças e adolescentes, durante as cinco noites de folia em Ladário, que trás como tema este ano, "Na Folia sem Violações de Direitos".

De acordo com a coordenadora do CREAS Arizone di Andrade Salles, essa será a primeira reunião, tendo em vista como foco os comerciantes que irão trabalhar na Praça de Alimentação e também aqueles que têm seu ponto comercial no Centro de Ladário.

"Iremos reforçar a prevenção, pois com o apoio da população é que conseguiremos resolver essas problemáticas que insistem em acontecer, principalmente nesse período de festa. Nós queremos e buscamos multiplicadores", falou Arizone.

Ainda conforme ela, nas noites de festa, haverá uma equipe de plantão com os técnicos do CREAS, sendo uma psicóloga e duas assistentes sociais que estarão levando todas as informações sobre a prevenção de violações aos direitos das crianças e adolescentes, bem como os taxistas e mototaxistas que também trabalham nesses eventos.

"As violências sexuais, assim como qualquer trauma sofrida pelas crianças e adolescentes, acarretam em consequências físicas e psicológicas irreparáveis. Por isso é importante a participação de todos", reforçou a coordenadora do CREAS.

Atendimentos

O CREAS, em Ladário, oferece atendimento especializado voltado para indivíduos que se encontram em situação de risco pessoal e social, violação de direitos, dentro os tipos de violência atendidos englobam a negligência, abuso sexual, violência física, trabalho infantil, situação de rua, exploração sexual, violência psicológica, entre outros.

Para denuncias, todos podem recorrer através do Disque 100, onde a ligação é gratuita e anônima. Também é possível realizar a denúncia no Conselho Tutelar, pelo telefone 3226-1445 ou 8425-7579.

Já Para casos emergenciais, a recomendação é ligar para o 190 e falar diretamente com a polícia, que também aciona o Conselho Tutelar.


Fonte: Correio de Corumbá

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Facebook Favoritos

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes