domingo, 22 de fevereiro de 2015

Ativistas criticam nova propaganda de carnaval da Skoll

Uma campanha da Skol para o Carnaval veiculada vai ser retirada de outdoors da cidade de São Paulo após intervenção de um grupo feminista. A ação publicitária traz mensagens do tipo “Esqueci o não em casa” e “Topo antes de saber a pergunta”.

Indignadas com os cartazes, a publicitária e ilustradora Pri Ferreira e a jornalista Mila Alves acrescentaram a seguinte frase ao outdoor: “E Trouxe o NUNCA”, feita com fita isolante preta. O resultado da intervenção feita nesta quarta-feira foi postado no Instagram e no Facebook das meninas e foi compartilhado milhares de vezes.

Pri Ferrari disse que considera a campanha irresponsável. “É uma campanha que estimula as pessoas a não respeitarem os seus próprios limites, nem os dos outros. Não é um problema só de passar uma mensagem de desrespeito às mulheres numa época (Carnaval) em que os estupros aumentam, mas de beber além da conta ou de usar drogas só para aparecer ou se afirmar”, afirmou.

Pri disse ainda que um representante da Ambev, dona da marca Skol, entrou em contato com ela por telefone para explicar a motivação da marca por trás da campanha e ouvir o que ela tinha a dizer a respeito. Segundo a publicitária, ele teria dito que a marca faria uma força tarefa para retirar a campanha de circulação.

A fundadora do Think Olga, Juliana de Faria, pondera que a situação requer seriedade. “Entendemos a intenção da campanha em transmitir uma mensagem de liberdade, diversão e celebração. Porém, esse é apenas um jeito de enxergar a situação. Existem, sim, opressões, violências e pensamentos misóginos associados ao universo do carnaval e da cerveja. Então as críticas também são válidas. A intenção de libertar acaba incitando uma cultura opressora. E opressora para as mulheres, constante vítimas de violências – principalmente a sexual”, diz.

Em nota, a Skol afirmou que fará a substituição das frases atuais por novas mensagens mais “claras e positivas” e destacou que repudia todo e qualquer ato de violência.

“As peças em questão fazem parte da nossa campanha “Viva RedONdo”, que tem como mote aceitar os convites da vida e aproveitar os bons momentos. No entanto, fomos alertados nas redes sociais que parte de nossa comunicação poderia resultar em um entendimento dúbio. E, por respeito à diversidade de opiniões, substituiremos as frases atuais por mensagens mais claras e positivas, que transmitam o mesmo conceito. Repudiamos todo e qualquer ato de violência seja física ou emocional e reiteramos o nosso compromisso com o consumo responsável. Agradecemos a todos os comentários”, diz a nota da Ambev.


Fonte: Pragmatismo Político

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Facebook Favoritos

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes