segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

UnB inova com curso de Licenciatura em Libras

Em 2015, a Universidade de Brasília (UnB) abriu um novo curso de graduação, a Licenciatura em Língua de Sinais Brasileira/Português como Segunda Língua. O vestibular para o curso aconteceu no domingo (18/1) e contou com a participação de mais de 200 candidatos, um número expressivo, conforme comenta o decano de Ensino de Graduação, Mauro Rabelo. “O quantitativo excedeu em muito nossas expectativas, o que comprova o interesse e a demanda da comunidade por essa formação diferenciada”, destaca.

Responsável pela aplicação, o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), denominado Cespe, mostrou mais uma vez porque está na dianteira quando o assunto é adaptação e aplicação de provas para candidatos que necessitam de recursos especiais, neste caso particular, aqueles com algum tipo de limitação auditiva.

PROVAS

Para o vestibular, foram oferecidas aos candidatos duas modalidades de avaliações: a tradicional – impressa em papel – e a visual, com a gravação da prova em vídeo e sinalizada por especialista em Libras. “O Cespe ofereceu condições e nos deu o apoio técnico e logístico necessário para que a confecção dessa prova fosse realizada em ambiente adequado e de maneira tranquila, concentrada e com segurança”, afirma a professora do Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas da Universidade, Enilde Faulstich, que esteve à frente durante todo o processo de elaboração das provas do vestibular e foi acompanhada pelo também professor da UnB, Clayton Quirino.

O fato de dar opções para o candidato escolher entre realizar a prova impressa, visual ou utilizar ambos os recursos é considerado democrático por Enilde: “no momento em que nos dispomos a investir no ser humano, fazemos também a opção de oferecer condições para que a inclusão possa realmente acontecer”, salienta a professora.

O vestibular do novo curso da UnB ofereceu 30 vagas, e os candidatos puderam escolher por concorrer entre três Sistemas: Cotas para Negros, Cotas para Escolas Públicas ou Universal. A seleção foi realizada por meio de aplicação de prova objetiva de Língua Portuguesa, Matemática, Física, Química, Biologia, História e Geografia. Houve, também, a redação em Língua Portuguesa.

LIBRAS

A Língua Brasileira de Sinais é uma das línguas oficiais do Brasil, e é considerada a primeira língua dos surdos. Para Enilde, as particularidades da prova em Libras devem ser respeitadas, pois trata-se de uma língua estritamente visual. “As frases longas não são comuns na linguagem utilizada pelos surdos, por essa razão, é necessário conhecer a estrutura linguística da Libras para estabelecer a comunicação de forma ágil e sucinta, e transmitir o conteúdo de maneira efetiva”, resume ela.


Fonte: Universidade de Brasília - UnB

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Facebook Favoritos

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes