segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Ministério Público realiza campanha nas praias urbanas de Natal

O Ministério Público do Estado (MPRN) realiza neste domingo (18), nas praias urbanas de Natal, mais uma ação relacionada com a “Operação VeraNEio”. Lançada em novembro do ano passado, a campanha tem como objetivo intensificar o combate à exploração sexual, e outros tipos de exploração, da população infanto-juvenil. Além das praias, o MPRN também visita bares, restaurantes e boates que recebem um grande número de turistas de todo o Brasil e do exterior.

“A nossa maior intenção, com essas visitas, é promover a prevenção contra qualquer tipo de exploração que afete as crianças e adolescentes. Nesta madrugada, visitamos alguns bares e boates e, hoje, vamos percorrer as praias urbanas da capital”, explicou o coordenador do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Defesa da Infância e da Juventude do RN, promotor Manoel Onofre Neto.

Nesse período do ano, a atividade turística na região Nordeste potencializa os riscos de exploração sexual. A fiscalização dos órgãos envolvidos na operação terá seu foco voltado para acontecimentos importantes que ocorrem no veraneio, como o Carnatal e Carnaval.

A operação de hoje – que também tem caráter fiscalizador – conta com a participação da Guarda Municipal do Natal. Na Redinha, os proprietários de barracas de bares apoiaram a iniciativa do MPRN. “Acho muito importante. A gente flagra algumas situações complicadas que envolvem crianças e adolescentes. Acho que o maior problemas, aqui, é com relação a droga e consumo de álcool”, disse a comerciante Maria Angélica.

Manoel Onofre explicou que o próximo alvo da fiscalização será a praia de Pirangi, em Parnamirim. “Estamos recebendo muitas denúncias relacionadas ao consumo de álcool por menores de idade. Vamos conversar com o pessoal de Parnamirim para realizar uma ação na praia de Pirangi”, disse.

A Operação VeraNEio vem sendo fomentada pelo MPRN em parceria com diversas instituições como o Ministério Público do Trabalho (MPT), Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte (TJRN), por intermédio da 1ª Vara da Infância e Juventude, Governo do Estado, por meio da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DCA), Polícias Militar, Federal e Rodoviária Federal e o Município de Natal.

Somando-se a essa operação os órgãos e instituições que integram o trade turístico Potiguar, como Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do RN (ABIH/RN) e o Sindicato dos Guias de Turismo do Estado (SINGTUR/RN).


Fonte: Tribuna do Norte

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Facebook Favoritos

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes