segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Ministério Público do Distrito Federal quer contribuir com debates sobre crimes de ódio na internet

A Ministra Ideli Salvatti, da Secretaria de Direitos Humanos recebeu nesta quinta-feira (18) o Procurador-Geral de Justiça do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios, Leonardo Roscoe Bessa. Durante o encontro, que ocorreu na sede da Pasta em Brasília, o procurador ofereceu parcerias para o aprofundamento nas discussões em torno do monitoramento dos crimes de ódio na internet.

Na última segunda-feira (15), o governo federal lançou uma ferramenta para monitorar os crimes virtuais. A ferramenta é fruto de uma parceria com a Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). O software, desenvolvido sob a coordenação do professor Fábio Malini, é programado para coletar dados e identificar redes que se reúnem para proferir ofensas a determinados grupos de pessoas, como mulheres, negros e nordestinos. A iniciativa e resultado da criação de um Grupo de Trabalho, no âmbito da Secretaria de Direitos Humanos, para tratar dos crimes de ódio no ambiente virtual.

A Confederação Israelita do Brasil também encaminhou carta parabenizando a Secretaria pela criação do Grupo de Trabalho. A entidade, que integra o Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial, da Secretaria de Promoção da Igualdade social, também se colocou à disposição para contribuir com o tema.

O Grupo de Trabalho é composto pelas secretarias de Direitos Humanos, de Políticas para as Mulheres e de Igualdade Racial, além da OAB e da Procuradoria Geral da República.


Fonte: Secretaria dos Direitos Humanos da Presidência da República - SDH/PR

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Facebook Favoritos

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes