segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

FMDH: Ideli Salvatti defende distribuição de renda entre as nações para reduzir desigualdades

A Ministra da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR), Ideli Salvatti, defendeu nesta quinta-feira (27), durante a abertura do Segundo Fórum Mundial de Direitos Humanos no Marrocos, uma maior distribuição de renda entre as nações de forma a reduzir desigualdades regionais e promover integração mundial.

“A luta pelos direitos humanos pressupõe uma distribuição justa, entre os povos, do acesso às riquezas. Isso deve nortear este Segundo Fórum”, disse Ideli durante a abertura do evento, que segue até domingo (30), Marrakesh, no Marrocos.

Leia aqui o discurso da Ministra na íntegra.

Com milhares de participantes, a Cerimônia contou ainda com a presença de diversas autoridades internacionais, como o ex-primeiro-ministro da Espanha, José Luis Zapatero; o Ministro da Justiça e das Liberdades do Marrocos, Mustapha Ramid; o chefe de tratados do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Ibrahim Salama; e o Presidente da Federação Internacional de Jornalistas, Jim Boumelha.

Na cerimônia, a ministra destacou o caráter frequentemente conflitivo e perigoso da promoção de direitos humanos. “A luta pelos direitos humanos é uma luta dura, tensa, muitas vezes de enfrentamento a situações cruéis e violentas”, destacou. “E pode ser resumida em uma ideia básica: independentemente de qualquer fator, nenhuma pessoa tem o direito de ter mais direitos do que as demais”, defendeu.

A ministra defendeu a consolidação do Fórum Mundial de Direitos Humanos como uma plataforma anual de troca de experiências internacionais na promoção e defesa dos direitos humanos.

“Reunir milhares de pessoas de tão diferentes países, com trajetórias distintas, crenças e culturas diversas em torno de um objetivo comum não é tarefa fácil. No Primeiro Fórum, em Brasília, o desafio foi provar que era possível fazer isso. Em Marrakesh, o desafio é consolidar esse espaço e transformar o Fórum em uma experiência permanente de intercâmbio”, propôs Ideli.

No início da tarde, antes da abertura oficial do evento, Ideli se encontrou com diversos ministros e outras autoridades marroquinas, inclusive a prefeita de Marrakesh, Fatima-Zahra Mansouri. No encontro, realizado na Prefeitura da cidade, foram discutidas possiblidades de colaboração entre o Brasil e o Marrocos na área de direitos humanos.

Confira aqui a programação completa do evento.

Fórum 

Idealizado pela SDH/PR em parceria com outros órgãos governamentais e da sociedade civil, o FMDHtem como objetivo promover o intercâmbio de experiências nacionais para implementar políticas de Estado para promoção dos direitos humanos. O evento teve sua primeira edição em dezembro de 2013, em Brasília. Em 2015, a Argentina deverá ser anfitriã da terceira edição do Fórum.

A primeira edição do FMDH no Brasil contou com delegações de 70 países. A comitiva de Marrocos foi a maior, com 40 integrantes.

Assim como ocorreu no Brasil, o FMDH Marrocos será um espaço de debate público sobre direitos humanos no mundo, em que serão tratados seus principais avanços e desafios, com foco no respeito a diferenças, na participação social, na redução das desigualdades e no enfrentamento a todas as violações de direitos humanos. Nesta edição, o FMDH deverá contar com 30 conferências temáticas, 10 atividades especiais e outras 50 ações variadas. Os eixos centrais do evento são Justiça; Economia, Sociedade e Cultura; Saúde; Necessidades Especiais; Mulheres; Educação e Juventude; Migração; Meio Ambiente; e Comunicação.

Além da comitiva do governo brasileiro, numerosos grupos da sociedade civil estarão presentes no evento, que poderá receber até 100 brasileiros.


Fonte: Secretaria dos Direitos Humanos da Presidência da República - SDH/PR

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Facebook Favoritos

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes