segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Atividades pelo Mês da Consciência Negra chamam a atenção para índices alarmantes de violência

Diariamente, inúmeros rostos tornam-se invisíveis dentro de um cenário onde o simples fato de nascer torna-se sentencial de morte. O que dizer de uma cultura em que a segregação racial naturalizou-se, tornou-se comum e beira as fronteiras da irracionalidade e da falta de humanismo, quando sair de casa acaba tornando incerto o retorno e o tom da pele é o que decide quem volta pra casa? É o que, tristemente, pode ser visto nas redes sociais e na imprensa brasileira. Esta é a realidade retratada no vídeo de lançamento da mais nova campanha "Queremos ver os jovens vivos”, da Anistia Internacional.

No Mês da Consciência Negra, instituições e movimentos sociais de todo país se preparam para discutirem as questões que envolvem, diretamente, a realidade da situação de discriminação e segregação racial no Brasil, com a finalidade de fortalecer a luta contra o preconceito racial e a inferioridade da classe na sociedade brasileira.

De acordo com a Anistia, em 2012, 56 mil pessoas foram assassinadas no Brasil. Destas, 30 mil eram jovens entre 15 e 29 anos, sendo 77% negros. A maioria desses homicídios foi praticado por armas de fogo e menos de 8% chegaram a ser julgados. Apesar dos altos índices de homicídios de jovens negros, o tema é, em geral, tratado com indiferença pela agenda pública nacional.

Neste domingo, 09 de novembro, a Anistia Internacional lançou, na pista de skates do Aterro do Flamengo, no Rio de Janeiro, a campanha "Jovem Negro Vivo!”, que campanha tem a finalidade de mobilizar a sociedade e romper a indiferença do tratamento que, hoje, é dado aos altos índices de violência contra o povo negro no Brasil. A organização de direitos humanos convida ainda todos a assinarem o manifesto que pede políticas públicas de segurança, educação, saúde, trabalho, entre outras, que contribuam para o enfrentamento das desigualdade no país. O manifesto pode ser assinado no link: https://anistia.org.br/entre-em-acao/peticao/chegadehomicidios/.

O debate sobre desigualdade e racismo no Brasil tem se ampliado, tendo em vista que alguns governos e movimentos que lutam contra a segregação racial buscam levar essa reflexão para as redes formadas pela juventude negra, pois são estes os mais afetados pela violência no país e criminalizados pela sociedade.

No Distrito Federal, o Mês da Consciência Negra foi marcado pela realização do I Encontro Popular da Juventude Negra, na última sexta-feira, 07, que reuniu em torno de 50 jovens negros e negras. O encontro foi um ensaio para o II Encontro ampliado, que acontecerá em setembro de 2015. Na ocasião, foram discutidos temas como genocídio do povo negro, ações afirmativas, gênero e afetividade.

Em São Paulo, todos os anos, entidades do movimento negro e ativistas antiracistas saem às ruas para celebrar a luta de Zumbi e de todos os quilombolas, na Marcha da Consciência Negra de São Paulo. Este ano, no dias 19 e 20 de novembro, Dia Nacional da Consciência Negra, além da Marcha, shows gratuitos pretendem agitar a cidade no feriado em homenagem a Zumbi dos Palmares.

Já o projeto Paço do Frevo, em Recife, Estado de Pernambuco, montou uma programação especial para o Mês. As comemorações contarão com espetáculos de dança, apresentações musicais, workshops e debates em torno do legado da cultura negra e, como novidade da programação, o Museu do Frevo realizará visitas temáticas guiadas, como forma de direcionar o olhar dos visitantes para as contribuições do negro e negra na história do frevo. Além disso, a comemoração contará com contação de histórias do livro do Brasil Africano: Frevo, a vivência de dança com foco nos movimentos da capoeira, além de sessões de vídeo e bate-papo sobre o tema no centro de Documentação e Pesquisa também no espaço do Paço do Frevo. Mais detalhes da programação estão disponíveis no site do Paço do Frevo.

Acesse abaixo o vídeo da campanha da Anistia Internacional:



Fonte: Adital

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Facebook Favoritos

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes