segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Mestre pela UFSCar tem sua tese premiada em Concurso da UNESCO

Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da UFSCar, Aline Favaro Dias, classificou-se em primeiro lugar no "Concurso Prêmio CREFAL a las mejores teses sobre educación de personas jovenes y adultas", organizado pelo Centro de Cooperação Regional para a Educação de Adultos na América Latina e no Caribe (CREFAL), por meio de sua Diretoria de Pesquisa e Avaliação, a Cátedra UNESCO Brasil. "Saber que fui a ganhadora desse prêmio foi uma feliz surpresa. Além do reconhecimento do meu trabalho, fiquei feliz por poder divulgar e trazer à discussão questões relacionadas à temática do jovem autor de ato infracional. A militância pela luta dos direitos dos jovens em cumprimento de medidas socioeducativas em meio aberto ganha maior visibilidade, espaço e reconhecimento", comemora Aline.

A tese premiada, que teve apoio da Fapesp, "O jovem autor de ato infracional e a educação escolar: significados, desafios e caminhos para a permanência na escola" foi orientada pela professora Elenice Maria Cammarosano Onofre, do Departamento de Teorias e Práticas Pedagógicas (DTPP). Este estudo, de natureza qualitativa, tem como objetivo central compreender o significado que jovens cumprindo medida socioeducativa de Liberdade Assistida atribuem à escola e às suas vivências escolares, buscando identificar aspectos que facilitam ou dificultam sua permanência nesse espaço. Participaram do estudo seis jovens em cumprimento de medida socioeducativa de Liberdade Assistida. Os dados foram coletados por meio de entrevistas semiestruturadas, observação participante com registros em diário de campo e análise documental.

Aline verificou que as trajetórias escolares dos jovens participantes são marcadas por constantes mudanças de escolas, expulsões e repetências, "apresentando a instituição um significado ambíguo, pois ao mesmo tempo em que discrimina, rotula e é palco de conflitos com educadores e colegas, também favorece a sociabilidade, as relações de amizade e de paquera", explica Aline. De forma geral, a narrativa dos jovens sobre a escola sinaliza que esse espaço é marcado por violência e movimentos de resistência contra as relações que os oprimem, mas também, por relações de sociabilidade entre amigos e professores.

Superar a concepção bancária de educação, partindo dos saberes-de-experiência-feito dos educandos, respeitando sua forma de estar no mundo, promovendo questionamento, pesquisa, crítica e conscientização acerca da realidade que os cerca, vislumbram-se como caminhos a serem trilhados no enfrentamento das dificuldades apontadas pelos jovens para que permaneçam na escola. O estudo evidencia a necessidade da formação de educadores que promovam em suas salas uma educação mais humana e libertadora. "Além disso, a melhoria das relações interpessoais no ambiente escolar se constitui em aspecto chave para favorecer a permanência na escola, de jovens em cumprimento de medidas socioeducativas em meio aberto", conclui.

Aline pretende continuar a pesquisa no assunto. "Quero publicar o trabalho em forma de livro e dar continuidade às pesquisas no doutorado", finaliza.

O Concurso Premio CREFAL, www.crefal.edu.mx, tem o objetivo de reconhecer e incentivar na América Latina e no Caribe pesquisadores, estudantes de graduação, mestrado e doutorado que realizam trabalhos sobre a educação de jovens e adultos, objetivando propor novas abordagens partindo de contribuições teóricas e metodológicas e/ou mostrar resultados relevantes no campo. Mais informações sobre a pesquisa podem ser obtidas com Aline pelo e-mail alinefavaro@gmail.com.


Fonte: Ufscar

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Facebook Favoritos

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes