quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Seminário Juventude e Prevenção da Violência: novas perspectivas

SEMINÁRIO JUVENTUDE E PREVENÇÃO DA VIOLÊNCIA: NOVAS PERSPECTIVAS
27 de Outubro - Diadema - Brasil

O município de Diadema, localizado na região metropolitana de São Paulo (SP), um dos Territórios de Paz do Programa Nacional de Segurança com Cidadania (Pronasci), sedia no próximo dia 27, o Seminário Juventude e Prevenção da Violência: Novas perspectivas. O evento acontecerá na Fundação Florestan Fernandes e é voltado aos gestores públicos e ONGs de Diadema e cidades vizinhas como São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul e Santo André.

O encontro em Diadema faz parte da rodada de 16 seminários que acontecem em várias cidades do País. A realização dos seminários integra o projeto ‘Prevenção da violência entre adolescentes e jovens no Brasil: estratégias de atuação’, uma iniciativa do Ministério da Justiça, dentro das ações do Pronasci.
O Projeto Prevenção da violência entre adolescentes e jovens no Brasil tem o objetivo de subsidiar governantes com pesquisas. Uma das metas é mapear o perfil do jovem envolvido com a violência.

São parceiros desta ação o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, o Instituto Latino-Americano das Nações Unidas para Prevenção do Delito e Tratamento do Delinquente (ILANUD) e o Instituto Sou da Paz, entidade que realiza os Seminários e vai elaborar as cartilhas temáticas com resultados dos encontros.

O objetivo do seminário é sensibilizar governantes quanto à violência entre os jovens, questionando o modelo tradicional de políticas voltadas para a juventude. Segundo a coordenadora de gestão local de segurança do Instituto Sou da Paz, Carolina Ricardo, um dos desafios é melhorar e qualificar os programas juvenis.

Diadema é uma das cidades que apresentava os mais altos índices de violência do estado de São Paulo, segundo Carolina. Atualmente, com a aplicação de políticas específicas na área da segurança e programas para os jovens, houve significativa redução da criminalidade. "Diadema, hoje, serve de modelo para outras cidades em questão de prevenção da violência", informa.

Para ela, a questão não é se o jovem vai ter ocupação ou não. "Ele (o jovem) precisa de uma perspectiva de vida, de progresso", ressalta. Ela avalia que existem poucos projetos nesse sentido. "Os gestores, muitas vezes, não têm conhecimento sobre como efetivar bons programas que contribuam para o desenvolvimento da juventude", diz.

De acordo com a coordenadora, em geral, a receptividade dos participantes dos seminários tem sido positiva. As avaliações mostram que os gestores sentem falta de um trabalho de aprofundamento na área de juventude. Ela informa que os problemas mais comuns, apontados em diversos estados brasileiros, são violência nas escolas e a necessidade do jovem em ter perspectivas para o futuro.

Os seminários já foram realizados em Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Distrito Federal, Espírito Santo, Acre, Bahia, Alagoas e São Paulo. As próximas cidades são Recife (Pernambuco), Rio de Janeiro (capital) e Belém (Pará). No início do próximo ano, a previsão é que aconteçam mais dois grandes seminários sobre Juventude e Prevenção da Violência reunindo todos os gestores.

Mais informações: http://www.soudapaz.org/Home/tabid/1179/language/pt-BR/Default.aspx


Fonte: Adital

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Facebook Favoritos

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes