quinta-feira, 3 de novembro de 2011

II Seminário Contra o Tráfico de Pessoas e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

II SEMINÁRIO CONTRA O TRÁFICO DE PESSOAS E
EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES
14 de Maio - Brasília - Brasil


O 2° Seminário contra o tráfico de pessoas e exploração sexual de crianças e adolescentes foi realizado no Salão de Eventos do CET-UnB, das 8h às 19h. O evento fez parte da Semana Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual Infanto-Juvenil e marcou o início da programação da Semana na capital do país. A atividade é gratuita e a inscrição será feita na hora e local do seminário.

A proposta é debater como a instituição de ensino pode atuar no enfrentamento da situação e formular um protocolo de intenções que sentirá de guia para as ações da universidade.

"Sabemos que, a princípio, a UnB pode oferecer estudos, pesquisas e trabalhos para a formulação de políticas públicas, formação e capacitação de pessoal, e apoio na rede de informações", explica a professora Maria Lúcia Leal, do Departamento de Serviço Social da UnB, coordenadora do Grupo de Pesquisa sobre Violência e Exploração Sexual Comercial Orioles), e uma das coordenadoras do evento.
Entre as colaborações da UnB para o combate à exploração, está um estudo lançado no ano passado. 

Durante dois anos, o Violes, em parceria com o Centro de Referência, Estudos e Ações sobre a Criança e o Adolescente (Cecria), mapeou as rotas de tráfico de pessoas com fins sexuais no Brasil. Foram detectadas 241 rotas, sendo 131 delas internacionais.

De acordo com Maria Lúcia Leal, a idéia é que os debates rendam propostas concretas para o combate ao tráfico de seres humanos e a exploração sexual. Das 8h às 19h, quatro mesas-redondas vão colocar questões relevantes no caminho da extinção dessa forma de violência contra mulheres e crianças. O encontro é gratuito e as inscrições serão feitas no dia e local do evento, no Salão de Eventos do Centro de Excelência em Turismo (CET), na UnB.

A atividade é realizada pelo Violes e o CET, com o apoio do Departamento de Pesquisa e Pós-Graduação (DPP), Núcleo de Estudos da Infância e Juventude (Neij), Centro de Seleção e Promoção de Eventos da UnB (Cespe) e Laboratório Sabin.


Fonte: Procuradoria Geral da República

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Facebook Favoritos

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes